Devo Largar meu Emprego Para Viver de Marketing Multinivel ?
[bloqueador]

Viver de marketing multinível e largar meu emprego, isso é possível? Hoje veremos sobre isso. Então fique comigo e vamos lá …

Nesse artigo irei abordar alguns temas polêmicos, aos quais são :

Veja o que você irá aprender nesse Artigo:
-Marketing Multinivel é um Negócio Próprio
-“Pagar pra Trabalhar”
-Viver de Marketing Multinível é Mais Seguro que a CLT
-Seja um Empreendedor do MMN e Saia da “Fila” do Mercado Tradicional

Se você caiu de paraquedas nesse artigo e não conhece sobre Vendas Diretas, aconselho que você leia sobre esse nosso artigo para que você possa entender um pouco sobre esse mundo. CLIQUE AQUI e veja o artigo.

Marketing Multinivel é um Negócio Próprio
seja bem vindo a racco

E é respondendo essa pergunta, que irei explicar-lhe onde está a segurança do profissional de MMN. Em primeiro lugar, toda empresa que se preze se utilizará de um contrato de distribuição, onde os direitos de ambas as partes estão assegurados – e isso já é uma segurança para o distribuidor.

Mas, como muitos dizem, “isso não quer dizer nada”. Ok, para os céticos, nenhum argumento é válido. Vamos então para a prática: em primeiro lugar, lembre-se que no Marketing Multinível você faz parte da rede de distribuição de alguém, certo?

Esse alguém entrou no negócio sob as mesmas perspectivas que você. Disseram à ele que o negócio era vitalício, que era hereditário, etc, etc, etc.



Esse alguém trabalhou duro, ralou muito, falou com muitas pessoas que não acreditavam que era possível, que não acreditaram no seu blá blá blá, mas, enfim, seu esforço foi reconhecido e ele construiu uma grande organização.

Como planejado inicialmente, esse alguém resolveu aposentar-se aos quarenta e poucos anos e assim o fez. Ele foi morar na praia e viver com as “pernas pro ar”. Qual a segurança que ele tem de que a empresa vai continuar pagando-lhe para o resto da vida?

Bem, vou ser chato e repetir pela terceira ou quarta vez: nenhuma! Ele não tem nenhuma segurança e ao mesmo tempo tem toda a segurança do mundo, pois o negócio é dele e não da empresa.

Vamos lá… Passados dois anos, a empresa resolve dar uma de esperta e pára de pagar os bônus de seu anteriormente estimado líder. E o que ele faz? Ele vai para a porta da empresa com a cara pintada, faixas, bandeiras, megafones e muita raiva para gritar “greve” o mais alto que puder?

Claro que não, amigo. Ele simplesmente fará uma ligação para cada um de seus líderes de primeiro nível e colocará a situação na mesa. Falará que a promessa de ganhos vitalícios era uma farsa e que, provavelmente a de hereditariedade também será – mas aí ele nem terá como saber.

Por consequência, esses outros líderes também contarão para seu respectivo primeiro nível e isso ganhará um efeito cascata, até chegar aos seus ouvidos.

Por mais que possa parecer estranho falar que ao cadastrar-se numa empresa de marketing multinível você está, na verdade, montando um negócio do qual será dono, é assim mesmo que a coisa acontece.

Claro, você sabe que a empresa é de outra pessoa, que a marca pertence a outra pessoa, que o CNPJ da empresa está no nome de outra pessoa, que todos bens da empresa compõem o patrimônio de outra pessoa, então como o negócio pode ser seu? Intrigante, não!?Viver de Marketing Multinivel

O fato é que por mais que a empresa, de fato, não lhe pertença, a organização que você irá construir é sua. Claro, ninguém é de ninguém e assim como você tem total liberdade, todos do seu grupo também são livres para ir e vir a qualquer momento, mas, teoricamente, você é o construtor, líder e proprietário de sua rede multinivel.



E, se a construção dessa rede tiver sido baseada em ética, comprometimento, companheirismo e uma boa dose de amizade, muito provavelmente sua rede virá a ser um patrimônio que você terá por quanto tempo permanecer no setor. Independente de em qual empresa esteja.Viver de Marketing Multinivel

Resumindo, o negócio é seu! É próprio! É como quando alguém de sua cidade se diz dono da loja da Volkswagen, quando nós sabemos que na verdade essa pessoa não é dona dessa marca. Mas ela é dona da sua loja, sim.

Pagar pra Trabalhar

Eu sempre tive o hábito da leitura. Desde cedo que sempre tive os livros como um dos meus passatempos favoritos.

Sempre os preferi aos filmes. E de tanto já ter lido, as vezes fico com algumas informações na memória, mas sem lembrar de que livro a extraí.Viver de Marketing Multinivel

Mas o que importa mesmo é o que fazemos com a informação, não é!? Essa coisa de saber a que capítulo e versículo corresponde cada ensinamento da Bíblia, em minha opinião não tá com nada.

O que importa mesmo é viver a vida como Jesus nos ensinou.Viver de Marketing Multinivel

Então me perdoem não saber citar de que autor eu li isso (e se alguém souber, por favor o diga), mas a mensagem era mais ou menos assim: “todo empreendedor compra seu posto de trabalho“.



Isso mesmo: todo dono de negócio, empresário ou seja lá como preferirem chamar, tem que pagar pra trabalhar. O sujeito que monta um negócio, na verdade está comprando sua vaga no mercado. Ele está pagando pra criar seu próprio posto de trabalho.Viver de Marketing Multinivel

Até onde sei, a única maneira de se começar a trabalhar sem ter que investir nada é sendo EMPREGADO. Isso mesmo: só quem quer ser empregado é que entra apenas com sua força de trabalho. Por quê?

Porque o cara que investiu a grana pra criar seu próprio trabalho também gerou vagas para mais algumas pessoas: seus empregados.

Ok, Ok, já estou ouvindo algumas vozes dizendo: ˜mas você é mal informado mesmo, hein, Pablo!? Será que nunca ouviu falar de novas tendências, como por exemplo os programas de afiliados, nos quais é possível se cadastrar, indicar os produtos de terceiros e ganhar comissões sem ter que comprar nada?” Hehehe… Ouvi sim, amigo.

Trabalho com isso há quase 8 anos e o que tenho a lhe dizer é que na teoria é lindo assim, mas na prática, tente ganhar dinheiro sem investir nada e me diga se consegue viver.

Seja qual for o negócio que queira montar, você terá que investir algum dinheiro.

O fato é que só quem não paga pra trabalhar é um empregado. E só um empregado “conformado” é que tem esse tipo de mentalidade contra investimentos.

O Empregado conformado, que geralmente também é acomodado, é o cara que quer chegar lá no emprego, fazer o dele (de qualquer jeito) e ganhar seu dinheirinho no final do mês… E passar a vida toda assim.

Já o empreendedor é o cara que paga pra ter seu espaço, sem saber se vai ter um certinho no fim do mês ou não.

Mas justamente por ter esse tipo de mentalidade, é que ele sabe que tem que fazer a coisa acontecer pra si, para não precisar passar a vida toda fazendo outra pessoa ficar rica.Viver de Marketing Multinivel

E isso gera um círculo vicioso onde, enquanto mais ele faz, mas ele sente que é capaz… e assim por diante.

E quando alguém desenvolve essa capacidade de auto-confiança, de auto-suficiência, o investimento para se iniciar um negócio é o que menos interessa. Daí tanto ouvirmos os grandes gurus da motivação dizendo: “você precisa “ser” antes de “ter”.

Eles dizem isso porque sabem que se você sentir que pode fazer algo, você vai fazer, custe o que custar. Tanto em termo de esforços, quanto de investimento financeiro.Viver de Marketing Multinivel

Então não pense tanto em quanto terá que investir na compra de produtos de sua empresa, para iniciar seu negócio de Multinivel, mas sim na mentalidade que terá que desenvolver.

Eu não tô falando aqui para você ser imprudente com seu dinheiro. Pelo contrário, estou dizendo para ter a mentalidade correta na hora de investi-lo. E a mentalidade correta é justamente entender que o investimento é o que menos importa.

E, mais ainda, ser convicto de que quem se diz empreendedor, mas ao mesmo tempo mostra-se contrário ao investimento no negócio próprio, esse sim é um trouxa.

Viver de Marketing Multinível é Mais Seguro que a CLT

Bem, durante minha apresentação, na tentativa de mostrar para a pessoa que ela estaria construindo um negócio para si, e não trabalhando numa empresa para “outros”, eu falei que ela teria posse de um negócio “vitalício e hereditário”.Viver de Marketing Multinivel

Como você deve saber, essa é uma afirmação corriqueiramente utilizada nas reuniões de oportunidade. O que a maioria das pessoas não sabe é o que embasa essa afirmação – e esse era o caso de meu interlocutor.

Quando afirmamos que um negócio de Marketing de Rede é “vitalício e hereditário”, queremos dizer que o empreendedor receberá seus bônus até o fim da vida e mesmo depois que se for, seu negócio fará parte de seu patrimônio e será repartido entre seus herdeiros.Viver de Marketing Multinivel



Na verdade, em relação ao “vitalício”, o que muitos dizem e que até já cheguei a ler em algum livro, é que o MMN é um negócio para “preguiçoso”, pois ele lhe possibilita trabalhar muito nos primeiros anos e logo aposentar-se com uma renda “para toda a vida”.

E é justamente aí que entra a descrença das pessoas – e também foi aí que meu prospect começou a rebater-me. Realmente, para quem não tem uma visão mais profunda do negócio, num primeiro momento logo vem uma pergunta à cabeça: “quem garante que a empresa vai continuar me pagando meus bônus mesmo depois que eu parar de trabalhar?”. Viver de Marketing Multinivel

De fato, garantias eu não posso te dar de nada, nem mesmo de que eu ou você terminaremos o dia com vida. E, como sabemos, pequenos negócios podem “quebrar”, grandes empresas podem quebrar, mas isso também é possível à governos, à países e até em “quebradeira” continental já se falou.

Isso é um fato, mas se for pensar que esse é um empecilho à sua prosperidade, você nada fará da vida. Mas uma coisa eu te garanto: exceto em caso de falência (claro que existem “n” fatores além desse, tanto para empresas de MMN, quanto para quaisquer outras), você terá muito mais segurança trabalhando como distribuidor de uma empresa de Marketing de Rede do que como empregado de uma empresa tradicional. E vou te explicar por quê.

Seja um Empreendedor do MMN e Saia da “Fila” do Mercado Tradicional

Numa empresa tradicional, o empregado não é mais que um número. Até na área de vendas, o coração da empresa, nada impede que um super vendedor seja substituído por outro. E mesmo no caso de empregos concursados – almejados por multidões, devido a “segurança” – já ouvimos falar em demissões sem justa causa.

Ou você não lembra dos planos de demissões voluntárias, impostos há alguns anos por grandes bancos brasileiros, onde o que desejavam, nada mais era do que substituir seus funcionários antigos, que ganhavam mais, por novatos, que não fariam questão de fazer o mesmo trabalho pela metade do salário? Viver de Marketing Multinivel

Então, segurança não existe em lugar algum, amigo. E o que se pode fazer quando as grandes empresas abusam de seus funcionários? Greve? Nós sabemos que isso é o fim da picada!

A verdade é que no fim das contas, a conhecida e desejada “carteira assinada” é um instrumento ilusório, de manipulação do senso comum, dos que buscam “segurança”. Noventa porcento dos milionários nunca a tiveram ou sequer pensaram em tê-la.

Mas voltemos à história. Você já deve estar pensando: “ok, Pablo, mas e onde está a segurança do distribuidor de Marketing de Rede?”. Como já falei, segurança não há em nada, mas o profissional de Marketing de Rede tem, sim, uma certa segurança.

Ele não precisa fazer greve! A empresa está em suas mãos e ela sabe disso. Ele não é apenas um número que pode ser descartado a qualquer momento. Viver de Marketing Multinivel

Seria muito cômodo para uma empresa de MMN simplesmente excluir o ID de um grande líder, que angariou uma organização de milhões em consumo e vendas e simplesmente parar de pagar-lhe os bônus – mas isso é quase impossível (salvo os descumprimentos às normas e procedimentos a que esse líder está submetido).

O profissional de Marketing de Rede não é um empregado, mas um dono de negócio. E muita gente não entende, também, essa questão dele “ser dono”. Como pode ser dono, se a empresa não é dele?


[/bloqueador]

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!